JARDINAGEM

VASOS


Trazer a natureza para dentro de casa traz charme e tranquilidade. As plantas são elementos fundamentais no complemento da decoração atualmente.

 

Além de decorativo, cultivar plantas tem um viés saudável, uma vez que elas são capazes de absorver poluição e liberar umidade na sua transpiração,melhorando a qualidade do ar do ambiente.


Os vasos são ótimas opções para as pessoas que possuem espaço reduzido para o cultivo de plantas. Ao utilizá-los, no entanto, é preciso se atentar a três pontos super importantes: a limitação das raízes, tamanho do vaso e irrigação.


O vaso, por possuir um tamanho específico  e por não ser expansível como o solo livre, acaba sendo um limitador para as raízes das plantas e isso deve ser levado em consideração.


O tamanho do vaso interfere na quantidade possível de adubo. E a quantidade de adubo também está relacionada com a planta escolhida. Assim, é necessário considerar o tipo de planta ao escolher o tamanho do vaso.


Outro ponto é a irrigação. A rega pode definir o sucesso ou não do cultivo. A falta dela pode causar a desidratação irreversível das plantas, já o excesso pode apodrecer suas raízes.


VASOS: MATERIAIS


No mercado, existem diversas opções e vasos disponíveis, variando os tamanhos, cor, formatos e materiais.


  • Vasos de Cerâmica


Os vasos de cerâmica possuem o preço acessível e são encontrados em diferentes tamanhos e formatos.


A vantagem é que os vasos de cerâmica possuem temperatura e umidade semelhantes ao que a planta teria em ambiente natural.


Por outro lado, a cerâmica absorve muita umidade, então é necessário checar a rega com frequência. Além disso, esse tipo de material pode quebrar com facilidade, então deve-se evitar movimentos e o manuseio deve ser feito com muito cuidado.


  • Vasos de Plástico


Os vasos de plástico são leves, resistentes e baratos, sendo uma opção bem comum também.


No entanto, esses vasos tendem a prejudicar o desenvolvimento da planta, pois aquecem bem. Além disso, não são tão agradáveis visualmente.


  • Vasos de Metal


Os vasos metálicos conseguem unir leveza, estética e resistência. No entanto, eles possuem o custo mais elevado.


  • Vasos de Cimento


Os vasos de cimento (ou concreto) podem ser comprados já prontos ou podem ser feitos em casa.


Os vasos de cimento são muito resistentes. Por outro lado, são muito pesados, o que limita sua movimentação. Também por conta do peso, recomenda-se que ele seja usado em solos firmes ou lajes.


  • Vasos de Vidro


Os vasos de vidro são indicados para abrigar flores e algumas plantas aquáticas. São vasos delicados e muito utilizados na decoração de interiores.


É importante destacar que, para manter a beleza, é necessário limpá-lo com frequência.



VASOS: COMO HARMONIZAR COM A DECORAÇÃO?


Antes utilizados apenas para receber plantas, hoje os vasos estão recebendo maior destaque na decoração, sendo utilizados até mesmo sem plantas ou arranjos florais.


Disponíveis em diversos tamanhos, cores e acabamentos, a variação de vasos cabe nos diferentes estilos de decoração. É importante destacar que o tamanho do vaso deve estar de acordo com o tamanho e características da planta. Já o formato e material permitem mais flexibilidade de escolha.


Os vasos devem seguir a mesma proposta da decoração, por exemplo: em  uma decoração clássica e luxuosa sugere-se a utilização de vasos dourados ou de tons neutros; já em um ambiente mais jovem, vasos coloridos e de design criativo são uma sugestão; 


Da mesma maneira, o material deve seguir a proposta da decoração: vasos de cerâmica, madeira e pedra possuem uma pegada mais rústica; os vasos de cimento e concreto combinam com o estilo industrial e escandinavo; e os vasos de vidro são elegantes e clean, perfeito para ambientes clássicos e minimalistas.


Ao escolher os vasos a serem utilizados é necessário considerar as dimensões do ambiente. Se sua sala for pequena, por exemplo, os vasos de planta devem ser pequenos. No entanto, se a sala for espaçosa, você deve utilizar vasos grandes para destacá-los no ambiente, mas uma mescla entre vasos grandes e pequenos também é uma ótima escolha.


ONDE COLOCAR OS VASOS DE PLANTAS: IDEIAS


Você deve escolher onde vai posicionar seu vaso, de acordo com a necessidade de cada planta. No entanto, você já pode adquirir uma planta pensando sobre onde vai colocá-las.


Algumas sugestões são colocar vasos menores sobre armários. Outra ideia é utilizar peças de macramê para usá-los suspensos ou, ainda, cestos de corda de sisal para envolvê-los.


Colocar vasos em prateleiras no banheiro (desde que adequadas para o ambiente), podem dar um toque muito especial ao ambiente.


DICAS E CUIDADOS


Cada planta tem suas necessidades e, antes de adquirir a sua, você deve pesquisar sobre as necessidades de cada uma.


O primeiro passo é escolher o local que você quer cultivar a sua planta. Observe o espaço em vários momentos do dia. Se o local for predominantemente ensolarado, você já sabe que a planta escolhida será de uma espécie que goste de sol. Se o espaço tiver predominantemente iluminação natural, mas não bate sol direto, a escolha será por uma planta que goste de meia sombra. Se o seu espaço não tem luz natural em abundância em nenhum momento do dia, será uma planta de sombra. Lembrando que plantas não sobrevivem com saúde em lugares totalmente escuros.


Escolhida a planta, você deve saber que tipo de solo aquela planta necessita. Algumas plantas de sombra e meia sombra gostam de solos mais pesados. Plantas que gostam de sol, geralmente preferem solos mais leves. 


A ventilação do seu espaço influencia diretamente na umidade do solo e nas folhas, logo, plantas que gostam de mais umidade e que possuem folhagens largas não vão gostar de locais com muito vento.


Em resumo, observe a iluminação, ventilação e tipo de solo para definir qual espécie adquirir. Procure um especialista para te orientar sobre alguma espécie mais rústica e de fácil manutenção caso tenha pouco tempo para cuidar da sua planta.


De modo geral, alguns cuidados devem ser tomados na maioria delas. São eles:


  • Aplique o adubo particular para cada espécie;

  • Cortes as folhas e galhos secos;

  • Utilize argila expandida e manta de drenagem para que a drenagem ocorra de maneira mais efetiva;

  • Faça a rega de acordo com a necessidade de cada planta;

  • Mantenha seu vaso em local claro e arejado, mas sem exposição direta ao sol.