Adicionar aos favoritos
Ver Produto
0601072EG0000
Trena á Laser GLM20 - Bosch
10x de R$ 31,04 sem juros
R$ 310,35

FERRAMENTAS

Aposto que você já passou por alguma situação aí na sua casa em que você precisou arrumar, consertar ou até mesmo criar algo. Desde arrumar um pequeno vazamento a colocar um quadro na parede.


Para substituir a força humana e facilitar o dia a dia, com um grande empurrão da tecnologia, foram desenvolvidas diversas ferramentas, que além de ajudar bastante na hora de executar algum serviço, também garantem mais precisão e rapidez.


CAIXA DE FERRAMENTAS

É o item que será utilizado para armazenar os outros. Existem diversos modelos de caixa de ferramentas, com vários tamanhos, e várias distribuições de compartimentos para guardar separadamente as peças de forma organizada.


FURADEIRA

Essa é uma daquelas ferramentas que não podem faltar na caixa de ferramentas em casa. Sendo muito útil e versátil, tanto para instalar um quadro na parede, quanto na hora de construir uma casa.


Existem diversos modelos disponíveis e eles variam muito de preço dependendo principalmente do tipo de uso que você terá. Muito possivelmente a furadeira mais simples não será suficientemente potente para ajudar na construção de uma casa, mas para fazer o furo do parafuso para instalar o quadro na parede pode ser perfeita.


FURADEIRA: TIPOS


Especificando um pouco mais dos tipos de furadeira mais utilizados em residências, destacamos: as furadeiras portáteis, as furadeiras de impacto e as de bancada.


  • Furadeira Portátil

Como o próprio nome já diz, a furadeira portátil é aquela que pode ser facilmente transportada de um lado para outro, sendo um dos tipos mais conhecidos. 


  • Furadeira de Impacto
    As furadeiras de impacto são aquelas que, além das funções normais da furadeira portátil, possuem um movimento adicional na direção axial que faz com que a broca dê batidas na parede, com a função similar à de um martelete.


Ela é utilizada para perfurar superfícies mais duras, como o concreto.

  • Furadeira de Bancada
    A furadeira de bancada é feita para ser utilizada em uma superfície plana, como bancada ou mesa. A furadeira de bancada é posicionada no sentido vertical e a peça é posicionada abaixo dela.


A furadeira é movida de cima para baixo para realizar o furo na peça, usando uma alavanca.


Uma dica para aqueles que não querem comprar todos os modelos é a possibilidade comprar um suporte para a furadeira portátil, fazendo com que ela possa ser usada de maneira semelhante à furadeira de bancada.


FURADEIRA: COMO ESCOLHER?


Alguns pontos devem ser considerados na escolha da sua furadeira, são eles:


  • Superfícies de utilização

Conforme dissemos nos tipos de furadeira, existem as furadeiras de impacto e as sem impacto.


As furadeiras de impacto são indicadas para a utilização em paredes de alvenaria, onde há tijolo e concreto.


Já as furadeiras sem impacto são utilizadas em madeira, ferro, aço e plástico.


  • Potência

A potência da furadeira está diretamente ligada ao tipo de material que será perfurado, tempo de utilização e profundidade da perfuração. Quanto maior a força e resistência exigida do equipamento, maior será sua potência. Por exemplo, para perfurar uma superfície mais resistente e profunda, uma furadeira de 450W levará mais tempo que uma de 700W, isso faz com que a vida útil do equipamento seja reduzida. Além disso, furadeiras com menor potência podem parar de funcionar mesmo em pequenos consertos.


Assim, seu objetivo seja ter uma furadeira em casa para pequenos consertos, uma furadeira de 450W pode ser suficiente. Caso você a utilize para trabalho, recomenda-se a aquisição de uma com pelo menos 700W de potência.


  • Utilização de fio ou bateria

Há modelos que funcionam com bateria e modelos que precisam ser conectados à tomada. A bateria costuma garantir mais liberdade na hora da execução, sendo recomendadas em locais onde não se há acesso a tomadas ou que não se possa garantir a voltagem adequada ao equipamento.


As furadeiras à bateria costumam ser mais leves, mas a diferença não é muito grande.


Por outro lado, as furadeiras a fio aguentam a utilização por muito mais tempo, já que não possuem limitação de carga, podendo o usuário desempenhar suas atividades pelo tempo que for necessário.


  • Mandril

O diâmetro do mandril é a espessura máxima de brocas que a furadeira aceita. No geral, os mandril aparecem em dois diâmetros: ½, que suporta brocas de até 13mm (são mais profissionais) e as de ⅜, que suportam brocas de até 10mm (mais utilizadas de maneira amadora).


Existem basicamente dois modelos de mandril: os de chave de aperto e os de aperto rápido.


O mandril de chave de aperto necessita de aperto com chave específica, sendo um modelo mais robusto e resistente e indicado para trabalhos mais desgastantes. Já no mandril de aperto rápido o aperto é feito manualmente pelo operador, possuindo um design mais moderno e uma maior facilidade no processo de colocação e retirada da broca.


  • Funcionalidades extras

Algumas furadeiras possuem funcionalidades extras para facilitar seu trabalho, aqui destacamos algumas delas:


Giro reverso: aqui existe a possibilidade de reverter o movimento da broca, permitindo que a ferramenta seja utilizada como parafusadeira, apertando e folgando parafusos.


Botão trava de acionamento: elimina a necessidade de permanecer apertando o botão para o funcionamento. Essa função possibilita a utilização da furadeira em suportes verticais e horizontais.


Regulação de velocidade: aqui permite a otimização da utilização do seu aparelho, uma vez que cada material necessita de uma velocidade diferente. Por exemplo, materiais mais macios utilizam velocidades mais rápidas, enquanto materiais mais duros pedem giros mais lentos.



PARAFUSADEIRA

Se você precisa de um equipamento para parafusos e rebites, a parafusadeira é ideal. Serve para apertar, fixar e também desenroscar estes elementos.


Você pode optar por ter uma parafusadeira ou ter uma furadeira/parafusadeira, esta possui as duas funções em um mesmo equipamento.


PARAFUSADEIRA: COMO ESCOLHER?

  • Potência

A potência da furadeira está diretamente ligada ao tipo de material que será perfurado e ao tempo de utilização. Quanto maior a força e resistência exigida do equipamento, maior será sua potência. Quanto maior a potência, maior a densidade dos materiais que ela conseguirá perfurar.


A potência das parafusadeiras é medida em volts (V). As parafusadeiras de uso doméstico variam, em geral, entre 9,6V e 12V. As parafusadeiras profissionais estão na média de 18V e já funcionam muito bem em praticamente todos os tipos de superfície. Mais que isso, já são consideradas extremamente potentes.


  • Torque

O torque é a rotação da parafusadeira. É importante que ele esteja de acordo com o trabalho que será realizado. Os torques menores são utilizados em parafusos pequenos e materiais mais delicados e os mais intensos são utilizados em parafusos maiores e materiais mais duros.


  • Iluminação

No mercado estão disponíveis parafusadeiras com luz de LED na ponta, que facilitam o uso mesmo em locais pouco iluminados.

  • Ergonomia

É muito importante se atentar ao conforto ao escolher sua parafusadeira, temos parafusadeiras retas e dobráveis, que são indicadas para trabalhos em ângulos mais difíceis.

  • Utilização de fio ou bateria

Há modelos que funcionam com bateria e modelos que precisam ser conectados à tomada. A bateria costuma garantir mais liberdade na hora da execução, sendo recomendadas em locais onde não se há acesso a tomadas ou que não se possa garantir a voltagem adequada ao equipamento.


Por outro lado, as parafusadeiras a fio aguentam a utilização por muito mais tempo, já que não possuem limitação de carga, podendo o usuário desempenhar suas atividades pelo tempo que for necessário.


KIT PARA PARAFUSAR


Esse é o que vai garantir que a parafusadeira funcione com os mais diversos tipos de parafusos, de maneira eficiente e segura. Assim como o jogo de chaves, é sempre bom ter um kit como esse disponível.


JOGO DE CHAVE DE FENDA


Você já passou por aquela experiência de a chave de fenda que você tem não ser a ideal para aquele parafuso que você precisava apertar/folgar? O jogo de chave de fendas vem como solução para diferentes tamanhos.


MARTELETE


O martelete é uma ferramenta utilizada para romper, derrubar, quebrar e furar pedras e concreto. Muito utilizada na hora de executar demolições, em especial materiais com uma dureza maior.


MARTELETE: PRINCIPAIS FUNCIONALIDADES


Ao comprar seu martelete, é importante considerar algumas funcionalidades que podem facilitar o trabalho.


  • Trava de velocidade: alguns aparelhos permitem que se pressione o gatilho até a velocidade solicitada e depois travar.

  • Suporte lateral: esse suporte tem a finalidade de assegurar furos corretos.

  • Limitador de profundidade: é uma régua anexada à broca, que não permite que a perfuração seja maior que o necessário, possibilitando um trabalho mais preciso.


SERRA MÁRMORE


Esta é uma ferramenta que possui um disco diamantado e serve para cortar pedras, pisos, parede e azulejos. E por funcionar com alta rotação, ela é perfeita para quando você for trabalhar com materiais mais resistentes. 


SERRA MÁRMORE: COMO ESCOLHER?


  • Potência
    As serras mármore são equipamentos elétricos, sendo assim, um fator importante é a potência. No mercado, existem modelos que variam entre 1100W e 1500W de potência.

    As mais potentes possuem rotação mais rápida e consequentemente melhor desempenho. Recomenda-se assim modelos a partir de 1300W.

  • Capacidade de Rotação
    Esse valor é informado em rotações por minuto (r.p.m.) e é outra indicação de eficiência do equipamento. Esses valores giram em torno de 12000 a 14000 r.p.m.


  • Profundidade de corte

Esse ponto se relaciona à espessura do material a ser cortado. No mercado, os modelos variam em uma capacidade de corte que vai de 26 a 400 mm. Assim, se você quiser cortar materiais mais espessos, escolha modelos com maior capacidade de corte.


  • Peso
    Os serviços realizados são bastante pesados e, após algumas horas, o operador pode sentir o peso da serra mármore com maior intensidade. Por isso, se possível, priorize aqueles modelos com menos de 3kg.


TRENA A LASER


Quando preciso fazer um levantamento é este equipamento que garante maior agilidade e precisão. Sem contar que quando comparada a uma trena comum, eu não preciso de alguém para me auxiliar a tirar as medidas do espaço segurando a outra ponta da trena.


ALICATE


Existem vários tipos de alicate no mercado, os principais são: universal, de bico, de corte, de pressão e desencapador.


Para escolher o alicate que melhor atende suas necessidades é importante conhecer as funções de cada um.


  1. Alicate Universal


Em caso de dúvidas, o alicate recomendado para ter na sua caixa de ferramentas é o universal, que te auxiliará nos trabalhos pesados, sendo perfeito para enrolar, cortar, puxar, prender e deformar chapas finas e arames.


  1. Alicate de Bico


Como o próprio nome já diz, o alicate de bico possui um bico na ponta. Este bico pode ser em meia cana ou de redondo.


O alicate de bico meia cana possui um bico reto ou torto, de acordo com a necessidade. Este tipo é muito utilizado em serviços elétricos e mecânicos, principalmente na torção de fios e cabos.


O alicate redondo possui uma ponta cônica e é utilizado para fazer voltas em fios elétricos e arames. Para isso, você prende a ponta do fio e o enrola em volta do alicate, na altura que produzirá a curva necessária. Outro uso muito conhecido desse alicate é a produção de bijuterias e jóias.


  1. Alicate de Corte


Como o próprio nome já diz, o alicate de corte serve não somente para apertar superfícies, mas também para cortar. Aqui se destacam dois: o alicate turquesa e o alicate de corte diagonal.


O alicate turquesa possui um uso bem amplo e é um dos mais utilizados na construção civil, sendo utilizado no corte de vergalhões e na amarração de formas.


O alicate de corte diagonal possui um formato que possibilita corte a realização de cortes bem rentes à superfície. 


  1. Alicate de Pressão


Os alicates de pressão são essenciais na montagem de móveis e tubulações, bem como em outros consertos mecânicos.


O alicate de pressão possui um parafuso no cabo que permite que o nível de pressão em porcas e parafusos seja regulado. Ele segura e mantém fixa determinada peça sem precisar manter o alicate pressionado. 


A parte em que a peça é colocada chama-se mordente e pode ter vários formatos e aberturas. Os principais tipos de mordentes são: triangular, curvo e reto.


O mordente triangular é aquele em que um dos lados do mordente é reto e o outro possui formato de “V”. Ele é indicado para tubos, perfis retangulares, sextavados e placas.


No mordente curvo, a abertura possui um formato oval, e ele é utilizado, principalmente, em perfis retangulares e sextavados.