TORNEIRAS PARA TANQUE


As torneiras para tanque são muito simples de escolher, os modelos disponíveis no mercado são bem parecidos e limitados. No entanto, algumas coisas ainda devem ser levadas em consideração.


Uma coisa a ser levada em consideração é que, muitas vezes, a torneira do tanque está posicionada em uma área aberta. Dessa maneira, ela deve ser feita de um material que resista aos danos causados pela chuva, sol e maresia. No entanto, mesmo que ela esteja em um local fechado, é importante optar por materiais resistentes, que aumentarão a vida útil da peça e a deixará com um aspecto bonito por muito mais tempo.


A escolha das torneiras de tanto devem garantir praticidade e conforto, além de acrescentar estilo ao ambiente. 


Antes de ir às compras, você deve conhecer as especificações técnicas de sua residência, como a pressão da água e o ponto em que a torneira será instalada.


Para te ajudar na escolha da torneira ideal, selecionamos os principais pontos para se atentar na hora de comprar a sua.


TORNEIRAS DE TANQUE: COMO ESCOLHER?


Necessidades


A primeira coisa a se levar em consideração são as necessidades. Existem basicamente dois tipos de torneiras de tanque:

  • Torneira de tanque: é o modelo mais tradicional e básico. Nele existe apenas uma saída de água.

  • Torneira de tanque e máquina de lavar: esse modelo é usado quando na lavanderia existe apenas um ponto de água e são necessárias duas saídas: uma para o tanque e outra para a máquina de lavar.


Mecanismo de Abertura


Durante a vida útil, a torneira do tanque será acionada centenas de vezes, assim, optar pelo sistema de abertura mais adequado é fundamental. Apesar de possuir uma quantidade menor de variações, quando comparadas às torneiras de cozinha e banheiro, no mercado existem diversos fornecedores e linhas de produtos com diferentes mecanismos de abertura.


Os modelos com ¼ de volta oferecem praticidade e facilidade de abertura, e geralmente possuem formato de alavanca. Na prática você não precisa girar tantas vezes o registro sobre o eixo para abrir ou fechar; por ser ¼ de volta só precisa de 90 graus de giro para sua completa abertura ou fechamento, assim o desgaste do reparo é menor, o que aumenta a durabilidade das peças


No entanto, os modelos de cruzeta, trizeta ou com borboleta tradicional, apesar de pedirem mais voltas para abrir, permitem um maior controle da vazão.


Bitola


As bitolas das torneiras de jardim variam entre ¾ e ½. Ao escolher sua torneira, atente-se a esse detalhe pois ele influenciará a vazão e a pressão da água.


TORNEIRA DE TANQUE: MATERIAIS, CORES E TEXTURAS


No mercado, os  modelos são disponibilizados basicamente em dois tipos de materiais: plásticos (ABS) e metálicos.


As opções em plástico são mais baratas, no entanto, estas possuem uma resistência bem menor.


Já as torneiras metálicas, apesar de mais caras, possuem uma maior durabilidade. O acabamento externo mais comum é o cromado, e este é sempre uma escolha versátil. Essas peças podem ser encontradas em sua versão polida ou fosca!


TORNEIRA DE TANQUE: QUAL A ALTURA IDEAL?


A altura do tanque deve ser de, no mínimo, 80cm e no máximo 1 m, dependendo da altura dos moradores da casa.


Já a torneira do tanque deve ficar bem no meio dele, com uma altura de 30 a 40 centímetros dele, para que as atividades sejam desempenhadas confortavelmente e que não existam problemas de água espirrando e molhando tudo.


TORNEIRA: COMO HARMONIZAR COM A DECORAÇÃO?


Ao escolher seus metais, a dica é harmonizar as peças do ambiente. Além de casar com o estilo do ambiente, você deve combiná-las entre si. Assim, se você possuir outros metais na sua lavanderia, é importante que eles possuam o mesmo estilo, tanto sem formato (se mais retos ou curvos) quanto em cor de acabamento.


E não podemos esquecer que o acompanhamento de um profissional nessa escolha é garantia de sucesso.


TORNEIRA: DICAS E CUIDADOS


Alguns modelos necessitam de pressão de água maior para funcionamento efetivo, essa especificação é dada pelo fornecedor e é importante para não correr o risco de sua torneira não funcionar bem ou sair um fiapo de água!


Outro ponto é optar por uma marca forte no mercado e que possui assistência técnica e peças de reposição para uma eventual manutenção por desgaste.


Na hora de limpar, se a torneira for de metal, tome cuidado para não utilizar produtos abrasivos, pois eles podem corroer os materiais e diminuir a durabilidade do produto.


Para limpar mais superficialmente, utilize água para retirar as sujeiras. Já para limpezas mais profundas, recomenda-se a utilização de produtos que sejam específicos para cada tipo de material.


Para ampliar e melhorar o brilho comum da peça cromada é permitida a aplicação de cera automotiva a base de silicone, em períodos esporádicos.


Além disso, é importante também ficar atento a vazamentos e possíveis danos nas peças.