TORNEIRAS
A escolha das torneiras para cozinha, banheiro ou lavabo é bastante importante pois elas devem garantir maior praticidade e conforto, além de acrescentar estilo ao ambiente.
É comum se deixar levar apenas pela estética dos materiais, porém alguns cuidados são fundamentais para o sucesso da obra, e para evitar problemas no futuro.
Antes de ir às compras, é importante conhecer as especificações técnicas de sua residência, como, por exemplo, a pressão da água, o ponto onde será instalado os itens, o tamanho em metros quadrados do cômodo. Outra coisa importante é procurar peças que sejam muito resistentes e feitas de matérias primas duráveis. Além disso, outros dois detalhes são importantes de serem avaliados: a altura da torneira em relação à cuba e o comprimento da bica.
Antes de mais nada, é importante entender que existe uma diferença entre torneiras, misturadores e monocomandos. A diferença é simples: a torneira oferece apenas água fria, enquanto os monocomandos e misturadores oferecem tanto água quente quanto água fria.
Atualmente no mercado existem torneiras de diversos modelos e funcionalidades, e uma delas é a ideal para seu projeto!
Para te ajudar na escolha da torneira ideal, selecionamos os principais pontos para se atentar na hora de comprar a sua.


TORNEIRA: CONSIDERAÇÕES INICIAIS
Primeiramente, é importante lembrar que todos os dias esse item será acionado dezenas de vezes, então optar pelo sistema de abertura mais adequado é fundamental. Existem diversos fornecedores e linhas de produto, e cada marca e modelo tem seu mecanismo de abertura, o que chamamos de acabamento.
Atualmente o modelo ¼ de volta é o mais utilizado, pela praticidade e facilidade de uso. Na prática você não precisa girar tantas vezes o registro sobre o eixo para abrir ou fechar; por ser ¼ de volta só precisa de 90 graus de giro para sua completa abertura ou fechamento, e por isso o desgaste do reparo é menor, aumentando a durabilidade das peças.
Outro ponto interessante, é que torneiras de cozinha girem sobre o seu eixo ou possuam bicos articulados, capazes de direcionar o fluxo de água, especialmente importantes quando fazem parte da composição com grandes cubas ou cubas duplas.


TORNEIRAS: DIFERENTES TIPOS
Atualmente no mercado, existem torneiras com diferentes funcionalidades que prometem maior conforto, economia ou saúde para os usuários. Aqui trouxemos alguns dos diferentes tipos e suas utilidades:


Torneiras com Arejadores
Alguns modelos possuem arejadores, uma peça que fica na bica da torneira onde sai a água. Os arejadores adicionam ar ao jato e podem gerar uma economia de até 50% no consumo de água. 

Torneiras de Ozônio
O ozônio é um esterilizante natural que misturado à água promete eliminar bactérias e agrotóxicos. Essas torneiras prometem trazer mais saúde e praticidade para os usuários.

Torneiras com Sensores de Aproximação
Sistema que evita a contaminação cruzada por não necessitar de contato manual, sendo muito utilizadas em clínicas e consultórios.

Purificadores de Ar
Outros modelos trazem purificadores de água incorporados, com filtros que podem ser substituídos quando necessário; a água já sai filtrada e pode ser utilizada para consumo direto e também na higienização de alimentos.

Torneiras Gourmet
Explicando de maneira simples, essas torneiras possuem design mais sofisticado que as torneiras convencionais, sendo inspiradas nas cozinhas industriais, para suprir necessidades de flexibilidade e resistência.


TORNEIRA: QUAIS OS TIPOS QUANTO AO POSICIONAMENTO?
Quanto ao posicionamento, as torneiras podem ser: de bancada, de parede, de teto e de piso. Sendo:
Torneira de bancada: quando a torneira é instalada na própria cuba ou bancada.
Torneira de parede: quando é instalada na parede.
Torneira de teto: uma solução criativa e moderna. A torneira é instalada no teto.
Torneira de piso: a torneira é instalada no piso.
A escolha do tipo de torneira vai determinar o design da sua bancada e o encanamento existente influenciará a decisão ou o novo encanamento deve ser instalado de acordo com o tipo de torneira escolhida. Caso isso não seja considerado, é possível que pequenas reformas sejam necessárias para criar um novo ponto de água para o local de instalação da torneira.
Uma das questões que também impactam na escolha é o tipo de cuba utilizado. As cubas de apoio (que são aquelas apoiadas sobre as bancadas) exigem torneiras mais altas, por exemplo, escolhendo-se assim as torneiras de parede muitas vezes.


TORNEIRA: MATERIAIS, CORES E TEXTURAS
No mercado, existem torneiras em basicamente dois tipos de materiais: plásticos (ABS) e metálicos.
As opções em ABS são mais baratas, mas possuem uma resistência bem menor que as metálicas. Esse tipo de torneira é feito de material plástico e sua cor original é branca, mas acabamentos metalizados podem ser coloridos por cima.
As torneiras metálicas costumam ser mais caras, mas possuem maior durabilidade. O acabamento externo mais comum é o cromado, mas estão cada vez mais em alta os acabamentos em preto, dourado, red gold e rosé, principalmente em banheiros. Para quem busca opções mais econômicas, o cromado possui menor preço em comparação às peças coloridas e são sempre uma escolha versátil. Essas peças podem ser encontradas em sua versão polida ou fosca!


TORNEIRA: QUAL A ALTURA IDEAL?
Para saber a altura ideal, é necessário ter conhecimento do tipo de tarefas que serão executadas. Por exemplo, na cozinha lavamos objetos maiores como panelas, então recomenda-se pelo menos 30 centímetros de altura.
Para banheiros e lavabos, normalmente, a torneira é utilizada apenas para lavar as mãos. Então a altura entre a bica e a borda da cuba deve ter uma distância confortável para isso, fazendo a compatibilidade de tamanho entre a torneira e a cuba e bancada. Essa distância não pode ser muito grande, caso contrário a água pode respingar molhando a bancada e o usuário.

TORNEIRA: COMO HARMONIZAR COM A DECORAÇÃO?
Além de olhar para o lado funcional que atenda suas necessidades, é super importante ter um ambiente que gere conforto visual no dia a dia
Então na hora de escolher sua torneira de banheiro, entenda quais outros metais você tem no seu ambiente e qual é a cor deles. Se forem dourados, por exemplo, certamente a melhor opção para você é a torneira dourada.
Na hora de escolher seus metais, uma dica importante é a harmonização entre as peças. Além de casar com o ambiente, elas devem casar entre si. Então, é fortemente recomendado que as peças para torneiras, misturadores, chuveiros, acabamentos, e acessórios sejam da mesma linha.
Quanto à forma, saiba que as tendências predominantes para os metais são as formas retas ou curvas, mas existe uma infinidade de opções no mercado que vão desde peças mais simples até peças assinadas por designers consagrados.
Sua escolha deve mesclar ergonomia, funcionalidade e beleza. Escolha o formato que mais se ajusta à sua necessidade e com visual que atenda o estilo do seu banheiro. E não podemos esquecer que o acompanhamento de um profissional nessa escolha é garantia de sucesso.


TORNEIRA: ATENÇÃO NA INSTALAÇÃO
É importante atentar para a instalação hidráulica para evitar reformas desnecessárias.
Além disso, a direção do jato de água das torneiras deve ser direcionado ao centro do ralo, a fim de que a água não invada a pia ou bancada nem respingue no usuário.


TORNEIRA: DICAS E CUIDADOS
Alguns modelos necessitam de pressão de água maior para funcionamento efetivo. Geralmente quem mora em apartamento não precisa se preocupar, mas não custa observar o MCA na descrição do produto, ou seja, os  Metros de Coluna de Água, que é a distância entre a caixa d`água e saída de água onde o produto será instalado. Isso é importante para não comprar um item incompatível com a pressão de água existente e correr o risco de o mesmo não funcionar bem e sair um fiapo de água!
Outro ponto é optar por uma marca forte no mercado e que possui assistência técnica e peças de reposição para uma eventual manutenção por desgaste.
Na hora de limpar, tome cuidado para não utilizar produtos abrasivos, pois eles podem corroer os materiais e diminuir a durabilidade do produto.
Para limpar mais superficialmente, utilize água para retirar as sujeiras. Já para limpezas mais profundas, recomenda-se a utilização de produtos que sejam específicos para cada tipo de material.
Além disso, é importante também ficar atento a vazamentos e possíveis danos nas peças.

TORNEIRA: CHECKLIST FINAL
Agora sim você está mais preparado para escolher sua torneira,  vamos lá ao checklist de perguntas básicas? Se pergunte:
De quantas voltas é a torneira?

  • A distância até a cuba permite a lavagem de peças maiores?
  • Elas giram em torno do eixo?
  • Possuem arejadores?
  • O design combina com o resto do ambiente?

Os metros de coluna de água atenderão à torneira?
A marca possui assistência técnica e reparos de fácil acesso?