Os triturados de cozinha são bastante úteis por conseguirem economizar tempo, reduzirem o uso de sacolas plásticas e evitarem o odor na lixeirinha da sua cozinha. São diversos modelos para você escolher. Clique no botão abaixo para entender qual é o ideal para a sua necessidade e torne seu dia a dia muito mais prático agora mesmo.

Ler Mais
Carregando...

TRITURADORES


Você sabia que mais da metade do lixo que produzimos no Brasil é lixo orgânico? Ou seja, há uma grande presença de resto de alimentos na composição do lixo do país. E para completar, apenas 1% do que é descartado é reaproveitado.


Como esse lixo não é tratado, ele vai para os aterros sanitários e provoca odores, atraem insetos e animais indesejados e, ao se decompor, gera gases nocivos à atmosfera e polui o lençol freático.


Uma solução é a utilização de trituradores de pia!


TRITURADORES: O QUE SÃO?


Os trituradores de pia são equipamentos acoplados no ralo da pia que fazem a fragmentação da matéria orgânica. Dessa maneira, o resto de comida que é jogado pelo ralo é transformado em partículas minúsculas que são mandadas diretamente para o sistema de esgoto. Não é demais?  Além da questão sustentável, essa maneira de eliminar os restos de alimentos ainda gera praticidade!


Os trituradores de pia são instalados dentro da válvula da pia da cozinha (ralo), sendo encaixados logo abaixo da cuba e ligados ao encanamento de esgoto. Eles substituem o ralo comum, podem ser instalados em pias de cubas únicas ou múltiplas e podem ser utilizados até em casas mais antigas, basta que o ambiente a ser instalado seja compatível com as especificidades do triturador.


O QUE PODE SER TRITURADO?


Os materiais que podem ser triturados são, principalmente, restos de alimentos, como frutas, legumes, folhas, pequenos ossos e cascas. No entanto, é importante se atentar que materiais mais duros não devem ser triturados, tais como, ossos maiores e espigas de milho, por exemplo. Além disso, materiais não orgânicos não devem ser triturados, como papel, plástico, metal, vidro ou cerâmica. Tentar eliminar essas peças pode danificar seu equipamento e prejudicar a tubulação da sua residência.


TRITURADORES: BENEFÍCIOS:


PODE SER CONECTADO À MÁQUINA LAVA-LOUÇAS?


Sim! O procedimento de conexão é detalhadamente descrito em cada manual de marca.



É SEGURO?


Sim, pois é um utensílio que não utiliza lâminas ou facas e são fabricados de acordo com normas elétricas de aparelhos eletrodomésticos.


GASTA MUITA ÁGUA E ENERGIA?


Essa é uma dúvida comum e a resposta é: não.


O gasto de energia elétrica é muito baixa, pois este equipamento é usado por um curto período de tempo e poucas vezes por dia.


Da mesma maneira, o gasto com água pode também não ser expressivo, pois a água não precisa ser limpa, podendo ser reaproveitada de outros usos. Assim, você pode usar a própria água da lavagem dos utensílios para fazer o escoamento.


COMO ESCOLHER SEU TRITURADOR?


1. Tipo de uso


O tipo de uso está relacionado à quantidade de alimento que será triturada e a capacidade dos trituradores é medida em mililitros (ml). Os trituradores de alimentos mais simples possuem capacidade para 980 ml, enquanto os modelos mais robustos chegam a 1400 ml.


Casas com poucas pessoas podem empregar trituradores mais simples, enquanto restaurantes ou casas com um maior número de moradores necessitam de trituradores mais potentes, uma vez que produzem uma maior quantidade de resíduos, sendo recomendados nestes últimos casos trituradores com capacidade maior que 1000 ml.


2. Voltagem e potência


É importante que se verifique previamente a voltagem do triturador e da rede na qual ele será instalado.


E a potência, que é medida em cavalos (hp), está diretamente relacionada à eficiência do equipamento.  A grande maioria dos modelos do mercado possui uma potência de 0,55 hp ou de 0,75 hp. Dessa maneira, se você quiser máxima eficiência, opte por equipamentos com 0,75 hp de potência.


3. Recursos extras

Ao escolher o triturador ideal para você, você pode considerar funcionalidades extras que otimizam o desempenho do aparelho. Como, por exemplo:


COMO FUNCIONA?


Basta ligar a torneira e colocar os restos de alimento na pia empurrando-os para o ralo, quando você acionar o botão, os restos de alimentos serão triturados em apenas alguns segundos e o ruído mudará quando já estiver tudo triturado. Neste momento você desliga o triturador e deixa a água correr por aproximadamente 15 segundos, para que todos os resíduos internos sejam removidos.


QUAIS SÃO OS REQUISITOS PARA A INSTALAÇÃO?


1. Abertura da Cuba

A cuba da sua pia precisa possuir uma válvula (ralo) de tamanho adequado para receber o triturador. Isso pode ser verificado nas descrições do triturador e algumas cubas podem ser alargadas caso o tamanho da válvula não seja suficiente. Essa abertura deve ser de 4,5 polegadas.

2. Ponto de Eletricidade

O triturador necessita de instalação elétrica para funcionar, uma vez que o seu acionamento ocorre a partir de um interruptor que o ativa e desativa. No entantro, ao contrário do que se pensa, o gasto de energia do equipamento é muito baixo e não causa grande impacto na conta de energia no fim do mês, até porque ele é usado por um curto período de tempo e poucas vezes ao dia.

3. Altura Disponível

Outro ponto importante é que você deve verificar o espaço disponível para a instalação do triturador. Existem trituradores com alturas variadas, alguns necessitam de quase 40 centímetros de altura livre, então as especificações devem ser sempre verificadas para que você consiga alocar bem o motor e os canos necessários.

Além disso, tenha atenção que: para drenar corretamente e evitar acúmulo de água no triturador, a tubulação de esgoto que entra na parede deve estar mais baixa do que a saída de descarga do triturador.


CUIDADOS APÓS A INSTALAÇÃO


Após instalado, alguns cuidados devem ser tomados para evitar problemas com seu triturador. Um desses cuidados é a limpeza correta, para evitar que algumas partículas que ficam prejudiquem o sistema.


O método de limpeza mais comum é colocar frutas cítricas e gelo no triturador e ligá-lo, lembrando de deixar a água escorrendo até o fim da trituração. Esse processo deve ser feito a cada 45 dias mais ou menos.


Além disso, lembre-se de não tentar triturar materiais mais duros e resistentes, como ossos maiores, espigas de milho ou materiais fibrosos e gordurosos, bem como materiais não orgânicos como plástico, vidro e metal.


Algumas outras dicas são:


Voltar para o Início