Iluminação quarto por Márcia Figueiredo

A primeira pergunta que devemos fazer antes de pensar na iluminação de um ambiente é: Qual a função este ambiente deve desempenhar? Em seguida, outras perguntas virão, como: Quem utilizará este cômodo e com que frequência?


No caso do quarto não é diferente. É preciso avaliar por exemplo se o quarto é utilizado para assistir TV, se vestir, se maquiar, ler, se você gosta de dormir com meia luz ou não, e também entender quais são os seus hábitos.

Essas perguntas até parecem um pouco de exagero, mas, na verdade, são cruciais para o melhor uso do seu quarto. Imagine se você não pensar nessas funções por exemplo, e você costuma acordar várias vezes à noite e o interruptor fica na entrada do quarto e a iluminação escolhida tenha sido a geral. Este quarto está funcional? Está seguro e confortável? Certamente não.

O ideal é que, para o quarto, a iluminação seja indireta onde a luz é direcionada a uma superfície e então refletida a diversas direções, iluminando assim o ambiente de forma uniforme e suave, menos invasiva e mais agradável aos olhos.


Uma dica é usar preferencialmente lâmpadas amarelas, que irão potencializar o aconchego do local. Porém, as cores das lâmpadas é uma escolha bem particular. Sendo assim, a regra é o conforto e bem-estar do seu lar.

É sempre importante também ter alternativas de iluminação para este cômodo, pois as suas necessidades podem mudar de acordo com sua idade e eventualidades.
Portanto, pense com bastante carinho no momento da escolha da iluminação do seu quarto e, se possível, faça um projeto com um profissional da área. Você é mais que bem-vindo(a) a entrar em contato comigo em @marciafigueiredodesigner e também com o time de especialistas da Liven.