10 dicas de iluminação para salas de estar e jantar

Num ambiente pequeno, a iluminação faz toda a diferença – agora imagine a iluminação para sala de estar e jantar juntas? De primeira, parece difícil encontrar uma iluminação que aprecie os dois espaços.

No entanto, é possível sim através de dicas de iluminação de interiores e por meio de iluminação para sala de 2 ambientes. Sempre visando a harmonia do espaço, você pode encontrar a luz perfeita para os dois.

E quais são as dicas de iluminação de interiores? Fique comigo até o fim deste artigo e  entenda afundo como garantir a correta iluminação para sala de 2 ambientes!

Como garantir a melhor iluminação para salas de estar e jantar?

“O interessante de uma iluminação para sala de jantar e estar integradas é que você consegue tornar dois espaços um só.”

Para seu projeto de iluminar 2 espaços conjuntos, é possível encontrar vários tipos de iluminação para sala. Além da luz central, é possível encaixar arandelas de luz amarelada na parede ou então um lustre para sala de estar e de jantar.

Por isso, confira agora algumas dicas de iluminação residencial!

1. Luz quente e luz fria

No momento de escolher sua lâmpada, opte pelas fluorescentes ou de LED. Essas são opções mais econômicas e mais duráveis, que contam com tanto a luz quente, como a luz fria. São ideais para criar vários pontos de iluminação no ambiente.
Espalhe os dois tipos de luzes pelo seu espaço integrado!

E qual opção de luz escolher? Como estamos falando de iluminação para sala de 2 ambientes, você pode optar pelas duas:

- Luz quente ou amarela para uma luz mais aconchegante

- Luz fria ou branca/neutra para uma luz que gere mais concentração e elegância.

2. Use de iluminação indireta


Ao usar da iluminação indireta (ou seja, que rebate no teto ao invés de ir diretamente ao chão), você evita a questão de ofuscamento. Com isso, é possível criar um ambiente mais confortável e que gere bem-estar.

Para aplicá-la, basta usar de luz indireta em sanca ou atrás de painéis. Outra opção são as arandelas!

Quer saber tudo sobre iluminação indireta? Confira aqui.

3. Use de iluminação direta para criar foco em elemento das salas


Uma das dicas de iluminação de interiores é utilizar da luz direta para um pequeno alcance, ou seja, gerar foco em um objeto. Com isso, você evita que ocorram na sala reflexos inoportunos. Nesse caso, opte por luz branca!

Quer saber tudo sobre iluminação de destaque? Confira aqui.

4. Use de dimmers


Uma iluminação de sala pequena não deve ser desconfortável, seja pelo excesso ou pela falta de luz. Por isso, uma opção é o uso do dimmer, um aparelho que permite a você regular a intensidade da luz das lâmpadas.

Contudo, para usar do dimmer, você precisa contar com lâmpada dimerizável. Com isso, você pode deixar a luz na medida ideal, evitando que reflita na tela e comprometa a nitidez de sua TV, por exemplo.

5. Conte com uma lâmpada dimerizável

Como estamos falando de iluminação para sala de jantar e estar integradas, é importante que você seja capaz de regular a luz. Para regular, você precisa de um dimmer e de uma lâmpada dimerizável.

Lâmpadas dimerizáveis são tipos de iluminação para sala que contam com controle de intensidade do brilho. Com isso, permitem uma iluminação ideal ao ambiente, sem cansar muito a vista, e ainda permitem a redução do gasto de energia.

E onde podem ser colocadas? Praticamente em qualquer espaço da casa, sendo ideal para iluminação em sala de 2 ambientes. Aliás, é perfeita para iluminação em sala pequena!

Obs: a melhor opção é a lâmpada de LED dimerizável.

6. Use de lustre para sala de estar e jantar


Entrando mais no âmbito dos tipos de iluminação para sala, poucos se destacam mais do que um lustre para sala de estar e jantar. Ele atende ao propósito de iluminação direta e causa impacto imediato em sofisticação.

Ele pode ser utilizado para iluminação geral dos dois espaços, dispondo um sobre a mesa de jantar e outro no centro da sala de estar. Para complementar a iluminação, crie pontos de luz ao redor do lustre, utilizando de spots embutidos.

7. Use de pendentes para criar destaque


Assim como lustre para sala de jantar e estar, pendentes são ideais para gerar elegância ao espaço. Por isso, podem facilmente se encaixar acima da mesa de jantar ou acima de uma mesinha na sala de estar.

Além disso, criam mais foco de luz do que o lustre, sendo ideal se é isso que busca na sua iluminação.

8. Use de abajus para iluminação de sala pequena


Se você dispõe de cantos vazios entre sua sala de jantar e de estar, que tal alocar ali um abajur alto? Um abajur já é uma solução conhecida para quartos, mas que também se encaixa na sala, iluminando de maneira confortável.

Além disso, pode se tornar uma iluminação decorativa interessante, através de abajus com desenhos que criam sombras criativas no espaço.

9. Use de paflons como luminárias modernas para sala de estar 


Retomando o assunto de iluminação geral, você pode optar por luminárias modernas para sala de estar ao invés do classicismo do lustre. Com isso, falo do plafon de sobrepor, que produz uma luz suave e homogênea, que se estende pelos 2 ambientes.

Para complementar sua luz, utilize de spots de embutir da cor branca pelo teto, de forma a suprir os “buracos” de luz. Se você quiser, ainda pode misturar e colocar também o lustre ou pendente, só que apenas em cima da mesa de jantar.

10. Não desconsidere a cor do espaço


Falamos muito de tipos de iluminação, mas não podemos esquecer de uma das melhores dicas de iluminação residencial: as cores do ambiente. O tom da cor nas paredes e nos itens que compõe o ambiente afetam a sua luz também.

- Numa cor mais escura, você pode utilizar de lâmpadas frias, pois a luz é “consumida” pelas paredes e pelos itens. Dessa forma, você obtém uma iluminação menos robusta;

- Numa cor mais clara, você pode optar por iluminação mais colorida entre quentes e frias, cuja força é refletida no espaço. No entanto, calma com muitos pontos de luz, pois o espaço pode se tornar cansativo demais!

Conclusão

Como pode ver, a harmonia entre os dois espaços é essencial para o projeto de iluminação da casa. Se você não coordenar a iluminação dos dois ambientes, você pode criar pontos de luz díspares, que não são nada funcionais e pouco estéticos.

Por isso, na iluminação para sala de estar e jantar, busque pela integração do espaço, tornando dois um só!