Estilo Escandinavo

Nada melhor do que viver cada cantinho da nossa casa da melhor maneira possível, né? Chegar em casa depois de um longo dia fora e se dar conta que é o lugar que você mais queria estar. Para isso, é indispensável que cuidemos da decoração, pois ela nos passa sentimentos e sensações.

E a decoração escandinava vem para aqueles que querem tornar seu ambiente acolhedor e confortável. Conhecido por suas linhas retas e tons neutros, o estilo escandinavo se reflete de maneira clean e aconchegante, e vem se mostrando cada vez mais como uma tendência nos últimos anos. Ele é ideal para aqueles que querem viver de modo simples, mas com muito aconchego e beleza. É uma união entre o clássico e o moderno capaz de gerar um ambiente altamente sofisticado.

E no texto de hoje queremos falar mais sobre este estilo para aqueles que não conhecem ou para os que querem adotar na sua residência. Boa leitura!

Como surgiu o Estilo Escandinavo?

O estilo escandinavo passou a ser mais pesquisado recentemente, no entanto, sua origem é bem antiga. Este estilo originou-se com o artista sueco Carl Larsson, nascido em 1853, em Estocolmo.

Carl Larsson ficou famoso no início do século XX por suas ilustrações que eram representações do seu dia a dia com a esposa, também artista, Karin. Eles moravam em uma cidade chamada Sundborn, na Suécia, e a residência do casal se tornou uma referência do estilo escandinavo - Karin era design de interiores -. A casa ganhou tanta fama que hoje é um museu e espaço cultural.


Onde é a Escandinávia?

Muitas pessoas pensam que a Escandinávia é um país, mas não! A Escandinávia é uma região no norte do continente europeu e é composta, no sentido mais estrito, por três países: Suécia, Noruega, e Dinamarca. Em sentido mais amplo, inclui-se também a Finlândia, Islândia e Ilhas Faroé.

É importante saber disso porque foi lá que surgiu o estilo escandinavo e essa localização impactou diretamente neste surgimento.

No norte da Europa, o inverno é rigoroso e os dias são mais curtos, fazendo com que se passe mais tempo dentro de casa. Assim, investe-se bastante em um ambiente que gere bem-estar aos moradores e ações são tomadas para minimizar os impactos desse cenário.

Por exemplo, as cores predominantes são cores claras, principalmente o branco, para compensar a pouca incidência de luz. Com a mesma finalidade, é muito valorizada a luz natural, sendo muito empregadas grandes janelas e aberturas para a área externa.


Mas o que é a decoração escandinava?

Sabe aquele ambiente que só de olhar parece ser muito acolhedor e aconchegante? Este é o estilo escandinavo.

A decoração escandinava se baseia em três conceitos principais: simplicidade, funcionalidade e conforto. Este tipo de decoração proporciona uma atmosfera acolhedora e envolvente.

E, apesar da aparência sofisticada que estes ambientes possuem, o estilo escandinavo é perfeito para quem quer gastar pouco com decoração, já que a simplicidade e minimalismo são palavras de ordem nestes espaços, reduzindo os custos.


Na decoração escandinava, os elementos são utilizados com estratégia e há a presença de elementos clássicos, contemporâneos e rústicos.

O estilo escandinavo é minimalista, sendo marcado por formas mais simples e linhas retas, além de objetos de decorações mais sóbrios. A paleta de cores, em geral, é formada por cores neutras, principalmente o branco - que é utilizado para dar mais luminosidade ao ambiente -, no entanto, cinza, bege e os tons pastel também podem ser utilizados.

Também para auxiliar a iluminação do ambiente, são adotadas grandes aberturas livres, como janelas abertas para a área externa. Além disso, para fortalecer a sensação de conforto, a madeira é uma excelente opção para aplicação em pisos e mobiliários - quadros, plantas e livros também são excelentes opções para isto.


Estas duas últimas características - cores claras e iluminação natural - fazem com que o estilo escandinavo seja uma ótima opção para ambientes pequenos, pois são estratégias que dão uma sensação de amplitude. Além disso, estas características permitem, inclusive, uma economia na energia elétrica, pois as aberturas e iluminação natural permitem a redução no uso de lâmpadas e ar-condicionados.

Outra característica importante de destacar é que devido ao clima frio da região de surgimento, o estilo escandinavo trouxe a utilização de mantas e tapetes para trazer calor ao ambiente. As mantas podem ser colocadas sobre a cama, cadeiras, poltronas ou sofás e podem ser utilizadas como ponto de cor no ambiente (aqui sugerimos a utilização de tons mais frios).


Adaptações do estilo para o Brasil

Como a gente viu até agora, o estilo escandinavo surgiu devido às condições climáticas, então você deve estar se perguntando: posso utilizá-lo morando em regiões mais quentes? E a resposta é: com certeza! Se você quer um ambiente simples, bonito e super confortável, ele é a escolha certa sim, mesmo no Brasil, e algumas adaptações podem ser feitas para “abrasileirar” seu ambiente.

Para começar, muitos brasileiros amam cores, dessa maneira, você pode apostar em pontos de cor pelo ambiente (desde que tons mais claros e suaves e que combinem de alguma maneira).

Além disso, originalmente, utilizavam-se tecidos pesados, lãs e peles para aquecer em dias mais frios e, aqui, eles podem ser substituídos por mantas mais leves.




CONCLUSÃO

Você já conhecia o estilo escandinavo? Gostaram da ideia? Nós adoramos!
É mais do que uma decoração, ela melhora a qualidade de vida das pessoas em suas casas e vale muito a pena pensar mais sobre ela.

Em outro texto que postaremos aqui no blog, vamos 10 dicas de como tornar seu ambiente escandinavo. Fique de olho porque está imperdível!

E se você gostou dessas dicas, deixe a gente saber no Instagram da @livencasa, e envie pra quem você gosta e está reformando a casa e buscando inspirações. Nós ficaremos felizes!

Aaaah, e mais uma coisa que queremos fazer é reconhecer todos os artistas. Então, se alguma dessas imagens é sua, entre em contato com a gente através do direct @livencasa ou por e-mail através de contato@livencasa.com. Procuramos bastante as fontes, mas em muitos casos não achamos :(