Dicas para economizar na sua conta de energia

Se quer aprender a como economizar na sua conta de energia, então este artigo é para você.

Conseguir diminuir o valor de nossas faturas ao final do mês é sempre uma tarefa desafiadora. E, conforme os dias avançam, mais vemos a necessidade de diminuir o valor das faturas e que sobre um pouco de dinheiro no fim do mês.

Por isso, no artigo de hoje, apresentaremos para você algumas dicas para reduzir a conta de energia e permitir que consiga salvar um pouco do seu dinheiro para os meses futuros.

Então preste atenção a cada detalhe listado aqui, pois a soma deles farão com que você tenha uma grande diferença no fim do mês.

Como economizar energia elétrica


Diminuir o consumo de energia se faz cada vez mais necessário, visto que, conforme os anos avançam, mais caros ficam os impostos sobre os serviços públicos, impactando diretamente em nossos bolsos.

Por isso, se readaptar a uma nova rotina para conseguir diminuir os gastos essenciais se mostra como um processo crucial para manter as contas em dia e a casa em ordem.

Entretanto, como diminuir o consumo de energia elétrica depende, basicamente, da criação de um novo hábito, às vezes, precisamos descobrir alguma maneira de começar.

Por isso, criamos uma lista de dicas para reduzir a conta de energia, permitindo que consiga desenvolver tais hábitos e criar uma rotina economicamente saudável. Ao começar por:

Tenha um projeto luminotécnico adequado

Projeto luminotécnico nada mais é que o projeto de toda a iluminação do seu ambiente. Quando feito por um profissional especializado no assunto, você consegue utilizar estratégias de consumo mais eficientes, não exagerando na iluminação de locais pequenos e deixando seu cantinho iluminado na medida certa.

Valorize a iluminação natural

Não tem como economizar energia elétrica deixando a luz ligada o dia todo.

Aproveite da iluminação diurna proveniente do sol para realizar suas tarefas diárias sem precisar contar com as luzes artificiais.

Se tiver a sua disposição alguns espelhos, você pode realoca-los de maneira estratégica dentro de casa para que consiga direcionar a luz de uma maneira mais ampla, iluminando ainda mais os cômodos.

Além disso, reposicionar algum móveis pode lhe auxiliar neste processo também, pois é possível colocá-los em posições melhor iluminadas durante o dia no seu cantinho favorito do mundo.

Assim, por uma boa parte do dia, você conseguirá reduzir o consumo de energia elétrica.

Desligue os eletrodomésticos da tomada

Ainda que algo esteja “desligado”, aquele item continuará consumindo energia. Isso por que quando desligamos uma televisão, na verdade ela está em adormecida.

O famoso modo stand by é um modo em que a máquina fica em um estado de baixo consumo de energia, iniciando de maneira mais rápida do que se verdadeiramente desligada.

Porém, ainda que esteja em estado de baixo consumo, seus eletrodomésticos continuam consumindo energia elétrica. A única maneira de evitar isso é tirá-los da tomada.

Em casos de televisores, é preciso desligá-lo previamente pelo controle antes e puxar a tomada. Um corte de energia abrupto pode levar o aparelho a apresentar problemas.

Ao sair para trabalhar, deixe conectado apenas itens como a geladeira. Isso fará o seu consumo passivo diminuir, abaixando o valor das contas no fim do mês.

Uma super opção é comprar plugs inteligentes, em que você consegue controlar que aparelhos estão recebendo energia elétrica, desligá-los sem estar em casa e programar horários para eles serem desligados automaticamente.

Troque suas lâmpadas


As lâmpadas de LED são um dos maiores avanços do setor luminotécnico que obtivemos nos últimos anos. Ainda que sejam mais caras que o comum, elas permitam uma série de benefícios, e um deles é a economia de energia.

Além de possuírem uma vida útil maior, estas ainda iluminam melhor sem agredir tanto a vista, evitando dores nos olhos e cansaço.

As lâmpadas tradicionais tendem a consumir mais energia conforme avançam em idade. Além disso, quando estão prestes a queimar chegam em seu pico de consumo, já que, para se manterem acesas, demandam mais energia.

As lâmpadas incandescentes, mais tradicionais na casa de muitas pessoas, consomem 75 watts para funcionarem normalmente, enquanto que as brancas, fluorescentes, necessitam apenas de 15 watts.

Para as LED, o consumo de energia elétrica é apenas 9 watts, sendo a melhor opção médio/longo prazo.

Desligue o chuveiro no calor

O chuveiro é recordista em consumo de água e luz, sendo, geralmente, o item que mais traz gastos para ambas as faturas em um único mês.

Por mais que o banho quente seja sim necessário em épocas de frio, não existe a menor necessidade de se deixar a ducha na capacidade máxima enquanto, no lado de fora, está fazendo 31°C.

Sendo assim, quando for tomar banho, opte por desligá-lo. O verão é onde mais consumimos energia e, se podemos fazer algo para baixar a fatura, isso se torna uma grande vantagem.

Não sobrecarregue os benjamins ou "Ts"

O benjamim é um utensílio muito útil quando falamos de energia, visto que sempre muito prático termos uma tomada que é capaz de conectar mais do que apenas um eletrodoméstico.

Porém, muito cuidado ao colocar múltiplos itens plugados nele. E em hipótese alguma junte um benjamim a outro.

Isso causa tensão e sobrecarga elétrica, visto que haverá uma enorme concentração de energia em um único ponto da casa. No pior dos casos tudo o que estiver conectado neste ponto pode vir a queimar.

Além disso, é muito importante que você sempre verifique a temperatura da tomada elétrica enquanto utiliza de múltiplos aparelhos conectados a extensão. Esse é um indicador de que a sua tomada pode pegar fogo, comprometendo toda a rede elétrica. Sem falar que ainda poderá causar um incêndio.

Muito cuidado ao utilizar deste. O ideal é colocar neles aparelhos de pouco consumo, como ventiladores portáteis, abajures ou telefones. Isso irá evitar diversos acidentes.

Verifique a borracha da geladeira

Esse é um fator que muitas pessoas negligenciam, mas a geladeira, como um dos eletrodomésticos de maior consumo de nossa residência, precisa sim de manutenção.

Verificar a borracha da geladeira é essencial para conseguir manter a fatura controlada. Se essa está ruim, a o aparelho irá aumentar o seu consumo de energia, uma vez que ele não vai identificar que está fechado, trabalhando para manter a temperatura em seu padrão definido.

Muita atenção também para não se esquecer da porta entreaberta. Por vezes a borracha não fixa e o eletrodoméstico permanece aberto, levando ela a condição de maior consumo.

Utilize um ar condicionado mais moderno

Os aparelhos de ar condicionado já possuem uma tecnologia chamada inverter, em que ela permite a economia de até 60% de energia, tendo em vista que o termostato trabalha de forma constante para manter a temperatura desejada. Como diminuir o consumo de energia deixou de ser uma dúvida!

Preze por Eletros que consomem menos

Na hora de decidir os eletros do seu cantinho favorito do mundo, é super importante comparar os gastos de energia de cada modelo . Assim, além de ter aqueles que mais agradam com relação a estética, você também terá a opção que menos pesará no seu bolso no fim do mês.

Como diminuir o consumo de energia deixou de ser uma dúvida!

Com as ideias apresentadas ao longo do artigo, ficou simples de entender como você pode economizar energia elétrica, diminuindo o custo ao fim do mês.

Lembre-se também de tomar muito cuidado ao manipular os eletrodomésticos quando for desligá-los.  Isso evita que danifiquem o aparelho  e venhamos a ter prejuízo, nos impedindo de fazer uma devida economia.

Você conhece outras dicas sobre como diminuir o consumo de energia? Então compartilhe conosco nos comentários!