Decoração quarto compartilhado

O quarto é um ambiente da casa onde costumamos passar muito tempo, afinal passamos boa parte da nossa vida dormindo. Mas além de ser um espaço para dormir, é também um espaço para entretenimento, lazer, relaxamento, armazenamento e aprendizado.

O quarto costuma ser um dos ambientes mais privativos da casa, o refúgio de muita gente dentro do próprio lar, mas e quando esse ambiente é compartilhado por duas ou mais pessoas? Como manter a individualidade e propocionar conforto para cada um? Além disso, como decorar o ambiente de forma que una os gostos e necessidades de todos os envolvidos e resulte em uma decoração agradável e harmônica?

Neste texto, trouxe dicas valiosas para decoração de quarto compartilhado entre irmãos de idades semelhantes, entre irmãos de idade muito distintas, dicas para decorar quarto compartilhado entre pais e filho e para fechar com chave de ouro: como decorar de forma divertida quartos pequenos compartilhados por três ou mais crianças.

Quarto compartilhado entre crianças de idade semelhante

Quando as crianças que compartilham o quarto possuem a faixa etária próxima umas das outras, costuma ser mais fácil decorar o ambiente. Isso porque os interesses tendem ser parecidos, se forem crianças pequenas até os brinquedos são semelhantes.

A primeira dica é: ouça os interesses da criança e descubra suas necessidades.

Isso é importante, pois como o quarto é o cantinho delas, a cor das paredes pode ser de acordo com o que elas gostam, se caso forem cores distintas, é possível utilizar ambas e se caso os tons sejam muito fortes a ponto de "brigarem" entre si, opte por aquelas cores em tons mais pastel e aplique as cores em tons mais fortes apenas nos detalhes.

A necessidade é um dos pontos mais importantes a serem abordados antes de começar a decorar qualquer espaço.

Tem muitos brinquedos? Preveja caixas, gavetas ou baús para guardar boa parte deles.

As crianças são pequenas? Opte por uma cama com proteção para que elas não caiam, compre protetores de tomadas, evite móveis com quinas principalmente próximo à área de circulação dentro do quarto.

As crianças estudam no quarto? Se possível escolha uma mesa maior para que possa ser utilizada ao mesmo tempo por mais de uma pessoa, e lembre-se de colocar gavetas individuais para que cada um possa guardar seus materiais.

Quarto compartilhado por crianças de sexos diferentes e/ou gostos muito distintos

Neste caso, a dica é: divida o quarto. Isso não significa que será necessário ter dois quartos, e sim traçar uma linha de divisão que pode ser tanto no sentido vertical quanto horizontal.

Você pode traçar essa linha com fita crepe e pintar cada lado de uma cor. Escolher móveis de cores diferentes para cada lado e objetos de decoração diferentes, também. Mas para não perder a harmonia, afinal ainda será um único quarto, escolha móveis com design semelhante. Equilibre um lado e outro do quarto com a decoração, se colocar prateleiras de um lado, contrabalance do outro com prateleiras ou nichos.


Fazendo isso, você demarcará o espaço de cada um e gerará a sensação de pertencimento e individualidade para cada criança.

Outra opção é deixar o quarto em tons neutros, e apenas objetos decorativos e enxoval que condizem com o gosto da criança.

Quarto compartilhado por irmãos de idades diferentes

Quando os irmãos possuem idades muitos distantes um do outro e consequentemente interesses e necessidades distintas, a decoração costuma ser um pouquinho mais complexa do que nos casos anteriores.

Por exemplo, se você tem uma criança de 10 anos que irá dividir o quarto com um novo bebê. A criança já está próxima da fase da adolescência, com gosto já bastante definido, enquanto o bebê precisará de espaço para troca de fraudas, o berço e possivelmente uma área para amamentação.

Você pode optar por um beliche personalizado, onde a cama da criança mais velha fica na parte alta, e o berço na parte inferior, excelente opção para quartos pequenos.


Optar por tons neutros também é uma das opções que costuma dá mais certo neste caso. Ou você também pode fazer aquela divisão de espaços como mencionei anteriormente.

Quarto compartilhado entre pais e filho

Tem sido uma opção bastante comum inserir o berço no quarto dos pais, seja por falta de espaço ou apenas pela praticidade no dia a dia. Mas afinal, como ter um bebê no quarto e decorar para que não fique nem infantilizado demais, nem muito sério?

Acredito que alguns dos pontos mais importantes são as cores, estampas e texturas. Além disso tem o posicionamento do berço ou caminha em relação à cama do casal.

Tons neutros costumam ser a opção que agrega, de forma mais certeira, a harmonia do espaço. Mas cores mais chamativas podem funcionar muito bem tanto no berço quanto na cama do casal.


Na área da criança, use quadros e nichos para decorar de forma mais lúdica e próximo à cama do casal, utilizar objetos decorativos mais sérios costuma ajudar bem na delimitação dos espaços e não deixar tudo infantil demais.

Outro ponto importante é que o espaço da criança possa atender as necessidades dela, como ter um espaço para trocar frauda, que pode ser sobre uma cômoda ou até mesmo sobre o berço. Espaço para armazenar as roupas dos adultos e do bebê, de preferência de forma separada.


Além disso é importante na hora de setorizar o ambiente, evitar deixar o berço próximo demais da janela, principalmente se ali costuma entrar sol em horários muito quentes do dia. Lembrando que os bebês e crianças pequenas costumam dormir durante o dia. Sem contar que o berço colado na janela pode ser perigoso.

Se possível tenha uma iluminação dimerizável, que te permitirá controlar a intensidade da luz do ambiente, assim você poderá utilizar o quarto à noite com luz mais suave para não acordar o bebê.

Quarto pequeno compartilhado por 3 ou mais crianças

Se você precisa que o quarto atenda três ou mais crianças e o quarto não cabe todas as camas lado a lado, trouxe algumas opções que você pode utilizar aí na sua casa.

Se falta espaço no piso, então aproveite o espaço aéreo! Mas não precisa ser com aquele beliche tradicional que encontramos na maioria das lojas, você pode personalizar um que se adeque ao seu espaço e ter mais de dois níveis.

Aproveite o espaço embaixo da cama para inserir gaveteiros, colchonetes ou uma cama móvel.

Você pode criar beliches com duas camas embaixo e uma cima, ou o contrário e aproveitar para inserir um armário.

Ou se você não tem espaço pra isso, que tal três camas em níveis diferentes? Neste caso só tome cuidado com a altura entre elas, lembre-se que precisa ser confortável para as crianças conseguirem ficar sentadas nas camas.

Outra opção super legal são as camas que deslizam e que possuem vários níveis. Quando não estão sendo utilizadas elas ocupam o espaço de apenas uma cama.

Além do espaço para as camas, tente inserir espaços para brincadeiras e estudo.

Espero que tenha gostado das dicas e que consiga colocar em prática aí na sua casa hoje mesmo. Aqui no blog tem um texto incrível de como decorar quarto de criança com mais ideias para quartos compartilhado, corre lá pra ver!

Aline Lemes l Arquiteta e urbanista