Utilizando águas cinzas no dia a dia, economizando muito dinheiro e ainda sendo sustentável

A água é um bem essencial para nossa vida. Sendo necessária desde a alimentação à higiene e produção e manutenção de basicamente tudo que está presente ao nosso redor.. A importância de economizar água é uma preocupação cada vez maior pelo mundo. Há uma pequena quantidade de água potável disponível e várias nações sofrem com a escassez desse elemento. Mas você sabe quais ações você pode tomar para economizar água e contribuir positivamente para a preservação do meio ambiente? Neste texto, queremos falar sobre águas cinzas, para que você saiba o que são essas águas e como você pode fazer seu reuso, que traz várias vantagens. Esperamos que a leitura seja proveitosa para você!

Mas antes de começar queremos dizer que adoraríamos reconhecer todos os artistas. Então, se alguma dessas imagens é sua, entre em contato com a gente através do direct @livencasa ou por e-mail através de contato@livencasa.com. Procuramos bastante as fontes, mas em muitos casos não achamos :(


O QUE SÃO ÁGUAS CINZAS?

As águas cinzas são aquelas residuais das edificações que foram utilizadas em chuveiros, lavatórios, e máquinas de lavar roupa, por exemplo. Essas águas geralmente possuem pouquíssimos resíduos e podem ser empregadas em diversas atividades, trazendo vantagens como:

- Economia na conta de água;

- Valorização do patrimônio;

- Minimização da demanda no tratamento de esgoto;

- Preservação de recursos hídricos;

- Redução da poluição nos mananciais;

- Estimula e incentiva o uso racional da água potável.

É importante destacar que as águas cinzas diferenciam-se das águas negras, bem como não entram em contato com elas. Mas o que seriam águas negras? As águas negras são aquelas provenientes dos vasos sanitários. Esses efluentes, que contém fezes e urinas, apresentam microrganismos patogênicos que precisam ser eliminados por tratamento. As águas negras não podem ser utilizadas diretamente nas casas pois podem prejudicar a saúde humana. Parte da literatura também considera o termo “águas cinzas escuras” que seriam as águas da pia da cozinha, pois estas contém mais gordura.


A diferenciação dessas águas é importante, pois a água cinza necessita de um tratamento mais simples, enquanto a água negra precisa de um tratamento mais complexo. Dessa maneira, ao implantar um sistema de reuso de água, é importante realizar mudanças na estrutura hidráulica da edificação para impedir qualquer contato entre as águas cinzas e negras e melhorar a eficiência do sistema. As águas negras, por exigirem um sistema de tratamento bem mais complexo, geralmente são eliminadas para a rede de esgoto. Já as águas cinzas possuem tratamento mais simples, com possibilidade de implantação na própria residência. Existem empresas que fazem o projeto de tratamento de acordo com o volume de efluentes e a finalidade do reuso.


COMO COLETAR ÁGUA DE REUSO

O primeiro passo para o reuso das águas cinzas é justamente a coleta.  A água originária da máquina de lavar pode ser coletada em cisternas específicas ou em baldes simples, de acordo com a quantidade de roupa em cada ciclo. Para fazer a coleta dessa água, basta colocar a mangueira corrugada no recipiente em que será depositada a água (neste momento, a extremidade de saída da mangueira não deve ficar mais alta que o nível da tampa da máquina para que a água não volte para dentro da lavadora). Pode ser feita a separação das águas por ciclo ou não.

Existem algumas possibilidades na coleta desta água. Por exemplo, a coleta de todas as águas da lavagem no mesmo recipiente pode gerar uma água que varia do cinza claro ao cinza escuro, que possuem usos restritos (por exemplo, não é possível a reutilização em máquina de lavar); já a coleta das águas de lavagem, enxágue e centrifugação separadamente permite usos diferenciados; e a coleta somente das águas de enxágue e centrifugação, também em separado, permite a obtenção de águas cinzas claras e cristalinas para usos diversos e mais abrangentes. A água proveniente do chuveiro também pode ser recolhida com baldes e bacias, bem como a água de uma possível banheira existente.

COMO ARMAZENAR ÁGUAS CINZAS?

Após coletadas, essas águas devem ser armazenadas em reservatórios fechados, em superfícies planas e longe do alcance de crianças. Um recipiente para o armazenamento de águas cinzas deve: ser estanque, ou seja, não pode possuir vazamentos; ser resistente ao peso da água e a pequenos impactos; e, se for grande, deve possuir uma torneira na base para facilitar esvaziamento e limpeza. O material mais indicado é o plástico, pois eles são mais resistentes a águas cinzas (nos recipientes metálicos pode ocorrer corrosão), e aqui destaca-se a importância de protegê-los do sol, para evitar sua fragilização. É importante destacar que alguns tipos de águas cinzas podem exalar odores desagradáveis após algum tempo. As águas cinzas escuras (como aquelas coletadas na lavagem de tecidos muito sujos) costumam liberar odores após 12 horas de armazenamento. As águas de enxágue e centrifugação e de banho (as águas cinzas claras) podem ser armazenadas por mais tempo. Para a redução de odores desagradáveis, o IPT indica a mistura de 5mL de água sanitária para cada litro de água cinza.  No entanto, não basta despejar a água sanitária, é necessário misturar bem. E mais: não utilize mãos ou braços para misturar. Utilize um bastão ou cabo de madeira.

DICAS DE REUSO DE ÁGUAS CINZAS

Alguns usos não necessitam de tratamento especial. No entanto, quando houver desejo ou necessidade de tratamento, estas águas serão tratadas de acordo com o sistema projetado por empresa especializada. Este sistema é projetado de acordo com a quantidade de águas residuais geradas e a demanda de reuso. Geralmente, esses sistemas são mais viáveis em edifícios residenciais - em comparação com os edifícios comerciais.

Algumas dicas de reuso, de acordo com o Manual para Aproveitamento Emergencial de Águas Cinzas do Banho e da Máquina de Lavar, escrito pelo IPT, são:

-Descargas de bacias sanitárias;

- Lavagem de pisos;

- Rega de jardins e gramados (somente sem cloro);

- Rega de árvores e arbustos (somente sem cloro);

- Limpeza de veículos (enxaguar com água limpa);

- Limpeza de paredes;

- Reutilização na máquina para a lavagem de tecidos mais grosseiros, como tapetes (somente se a água for cinza clara ou cristalina).


CUIDADOS COM O REUSO DE ÁGUAS CINZAS

As águas cinzas podem conter microrganismos prejudiciais aos seres vivos, além de sujeiras e químicos. Dessa maneira, seu reuso deve ser restrito para fins não potáveis.

Essas águas são impróprias para beber, tomar banho, preparar alimentos ou dar banho em animais.

As águas cinzas também não devem ser utilizadas para regar hortas de verduras e legumes consumidos crus, ou de frutas que ficam rente ao chão. Bem como não devem ser utilizadas para regar hortas com tubérculos (como batata, cará, inhame) e raízes tuberosas (como batata doce, beterraba, cenoura, mandioca).

Também não deve-se regar plantas se houver resíduos de cloro ou alvejantes na água.

As águas de reuso também não são indicadas para regar jardins e gramados usados para praticar esportes ou recreio onde ocorrerá contato da superfície molhada do gramado com o corpo.

Além disso, ao fazer o reuso das águas cinzas você deve verificar alguns pontos, como:

- Se existem corantes que possam manchar pisos, paredes, roupas e pinturas de veículos;

- Se existem gorduras, restos de sabão ou alvejante, que possam manchar ou aderir à pintura de veículos;

- Se existem restos de alvejante à base de cloro que possam prejudicar as plantas.


CONCLUSÃO

Como podemos perceber, a reutilização das águas cinzas é uma ótima alternativa para a economia de água, além de ter um grande benefício para o meio ambiente. O que você acha disso?

Gostaram das dicas? Ficou alguma dúvida? Deixe a gente saber no Instagram da @livencasa.